Erros cometidos na hora de apurar os impostos causam prejuízos às empresas, revela Amauri Jacinto Baragatti

O advogado tributarista Amauri Jacinto Baragatti conta como fazer um bom planejamento tributário que permita economizar nos impostos e cumprir as determinações da lei.

Muitas vezes, para economizar na hora de pagar os impostos, é necessário entender a estrutura da empresa, desde sua operação e quais impostos incidem sobre ela, de acordo com a categoria que está enquadrada. No entanto, existem alguns erros muito comuns, cometidos por empresários de diversos setores, ao mensurar o valor dos impostos, conheça os principais deles, para que, assim, você possa evitá-los.

Por isso, como são muitos impostos e possibilidades de enquadramento, o advogado tributarista Amauri Jacinto Baragatti, revela quais são os principais erros cometidos por empresários na hora de apurar os impostos devidos, ajudando assim a sua empresa a evitar pagar mais do que o necessário. Confira:

Usar a precificação errada

Muitas vezes, na hora de decidir pelo preço do produto, o empreendedor não sabe exatamente quanto de imposto paga, e acaba usando como base somente o seu custo de produção. É preciso inserir o imposto no preço final de venda, ou caso contrário irá ter prejuízo.

Falta de conhecimento e da informação correta

Geralmente, muitos empresários acabam pagando impostos a mais, que são pagos erroneamente, por falta de conhecimento do sistema tributário. Para evitar isso, é importante ter uma conversa com o contador para saber exatamente pelo que pagar, por qual motivo e a melhor forma de cumprir com as obrigações contábeis. Uma tributação incorreta incorre em gastos desnecessários.

Simples Nacional

Em geral, optar pelo Simples Nacional, que reúne oito impostos em uma única taxa, pode ser uma das opções mais benéficas para pequenas empresas. No entanto, essa não deve ser uma escolha automática, pois pode ser inadequada para a sua realidade, acabando por ocasionar em maior valor pago em impostos. No momento de escolher a tributação, diversos pontos devem ser analisados, como atividade exercida, lucratividade, tamanho da empresa, entre outros, e sempre com o auxílio do contabilista ou advogado tributarista.

Ilegalidades e jeitinho

Infelizmente, para fugir da elevada carga tributária, muitos empresários querem dar um jeitinho de pagar menos impostos. Antes, o sistema de arrecadação deixava muitos gargalos, porém, hoje, caso os impostos não sejam pagos corretamente, as empresas são notificadas e isto pode trazer sérias consequências.

Cálculo errado da alíquota

Hoje existem à disposição diversos softwares específicos que fazem esses cálculos automaticamente, evitando erros que podem gerar gastos para o negócio.

Dependendo do regime tributário escolhido, as alíquotas são variáveis. Para as companhias optantes pelo Simples Nacional, há uma tarifa única — no Lucro Real a alíquota do PIS é de 1,65%, enquanto no Lucro Presumido é de 0,65%.

Compartilhe esta matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest