Kacau Fonseca lista fases de um relacionamento abusivo, veja:

Kacau Fonseca

Todo tipo de relação tem risco de se tornar abusiva, seja uma relação de trabalho, de amizade e relação de casal, independentemente de raça, cor e gênero. Estamos sujeitos e termos conflitos de opiniões por divergência de pensamentos e entendimentos sobre assuntos, sejam eles de extrema relevância ou não.

Estamos vivendo em uma era de muita informação e isso foi maravilhoso para que diversos casos viessem para mídia com relatos de relacionamentos tóxicos e abusivos, tanto em questão de agressões físicas como psicológicas. Engana-se quem julga que a agressão é apenas física, a agressão psicológica fere no mesmo nível ou dependendo do caso até mais que a física. “Venho de um relacionamento extremamente tóxico e abusivo e por isso falo aos quatro cantos sobre o tema, pois, além de ser muito necessário é problema que a maioria dos casais tem vivido hoje.” Conta Kacau.

Geralmente os relacionamentos de natureza abusiva seguem um padrão composto, por sua vez, de fases que podem ou não ser bem distintas. Então, é crucial conhecê-las, uma vez que quanto antes a relação for reconhecida como tóxica, menores são os traumas causados às vítimas.

Tivemos diversos casos expostos na mídia de relacionamentos abusivos como: Pâmela Anderson, Mariana Rios, Monique Amin, Luiza Brunet, Emilly Araújo, Deborah Secco, Luana Piovani, Gretchen, Kéfera, Rihanna, entre outras celebridades.

A influenciadora Kacau Fonseca listou fases de um relacionamento abusivo, veja:

  • Na primeira fase de um relacionamento tóxico e de natureza abusiva é comum que a violência seja velada.

  • Portanto, aqui ela se limita à “conselhos” que beneficiam o abusador, ordens que são “apenas para o seu bem”, manipulação quanto ao posicionamento social, religioso, moral, financeiro, cultural e até familiar de uma “pessoa direita”.

  • Quando o abusador compreende que tem a vítima em suas mãos, a agressão verbal e psicológica se torna mais intensa, podendo se valer de diversas armas. Por exemplo, xingamentos e humilhações costumam se manifestar nesse momento.

  • Outros comportamentos típicos são crises de ciúmes com gritos, socos na parede, portas batidas, objetos quebrados. É nesse momento que tem início a manipulação e a tentativa de controle.

  • A violência, nessa fase, pode ocorrer pelos motivos mais banais possíveis, como o uso de determinada roupa, maquiagem, ir trabalhar, ou ir à academia, amizades, contatos e o simples fato de manter sua liberdade de ir e vir.

  • Nesse momento o agressor também costuma assumir o papel de vítima, o que atormenta ainda mais quem realmente precisa de ajuda.

  • A segunda fase, por sua vez, é marcada pelo uso da violência física. Portanto, esse é o momento em que as atitudes veladas são deixadas de lado e substituídas por marcas.

  • O relacionamento abusivo entra no seu momento mais delicado aqui, quando pode resultar em marcas pelo corpo, ossos quebrados entre outras consequências.

Kacau Fonseca

Para mais informações sobre o assunto acompanhe Kacau em seu Instagram pelo @carla.com.fonseca 

Compartilhe esta matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest

Conteúdo patrocinado

Essa publicação é de responsabilidade do autor  não sendo de responsabilidade do portal.