“A favela venceu!”

Tendo a abolição da escravatura como um dos fatores que culminaram com o surgimento das favelas, não se sabia, que elas seriam um novo tipo de escravidão, impondo mesmas condições sub humanas de moradia e racismo das senzalas.

Na contramão desta realidade, “Buriti – o Caminho Natural da Vida (Tupi-Guarani)” e “Congonhas – o que Mantém o Ser (Tupi-Guarani)”, é o sonho de proclamar, não só a própria liberdade, mas de muitos outros.

Assim, o 9° filho da Dona Baiana – (Idarci Gomes) e do Seu Zé (José dos Anjos), teve como primeira ação, atuar como agente comunitário na Associação de Moradores da Favela Buriti-Congonhas, em Madureira, na cidade do Rio de Janeiro.

Nos anos 2000, ingressou como Jovem Aprendiz na extinta empresa Papel & Tinta Editora, vencendo o cansaço e estudando no horário noturno, já demonstrava sinais de persistência, ao concluir ensino médio.

Idealizando seu futuro profissional, precisou optar entre seguir carreira na área que atuava ou retornar para as suas origens. Diego dos Anjos, seguiu a voz do coração e da vocação e se tornou diretor da Associação de Moradores da Favela Buriti-Congonhas.

Ao término do seu mandado, criou a primeira instituição social chamada Casa do Amigo, que teve como sede, um barraquinho no alto da comunidade. Mesmo com muitas dificuldades, iniciou a sua trajetória, sem apoio institucional e sem recursos, buscou se especializar em gestão social e empresarial, fundando o Instituto Nacional de Desenvolvimento Humano – INADH, em 2006.

A partir daí, o jovem empreendedor, se consolidou como o gestor de grande sucesso, que encontrou nos desafios e impossibilidades, o combustível para enfrentar e vencer, cada uma das barreiras impostas a todos os “favelados”, que são intransponíveis para a grande maioria.

 

 

Com o objetivo de realizar seu grande sonho, usou o seu dom e experiência como empreendedor e fundou algumas empresas, que hoje fazem parte da sua Holding, nos seguimentos do esporte, construção civil, prestação de serviços e consultoria financeira e jurídica.

Todas elas consolidadas em seu ramo de atuação, contribuindo para redução do desemprego e proporcionando oportunidade de transformação social, para milhares de pessoas em todo território nacional. Realizando em fim, o seu sonho de proclamação de liberdade, não só para si, como para muitos outros.

Mais de 20 anos separam esse menino de apenas 14 anos, do bem-sucedido empresário, que atualmente dedica a maior parte do seu tempo a gestão do INADH, que é referência no seguimento.

Nesta rápida conversa, conhecemos um simples, porém inteligente e simpático, Diego dos Anjos e, pedimos uma declaração para ilustrar essa história de muito sucesso e superação.

E ele nos diz: ” A favela venceu!

 

Acesse o site e redes sociais: inadh.org.br, @inadh_rj e @dganjos

Compartilhe esta matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on pinterest